Golpista se passa por diretor de futebol da ADJ e cobra dinheiro de jogadores por suposta transferência

Mais um caso de golpistas que tentam aliciar jogadores se passando por dirigente de equipes profissionais foi registrado esta semana em Jequié. Desta vez, o nome de George Ramos, Diretor de Futebol da Associação Desportiva Jequié (ADJ) foi usado para extorquir dinheiro de atletas que querem uma oportunidade para jogar.

O golpista usava o telefone 73 99869-6738, pedindo dinheiro a jogadores com o argumento de o dinheiro seria usado para o pagamento de taxas, como a transferência do atleta na federação estadual.

“Usaram de má fé meu nome e o nome da ADJ para tirar proveito dos atletas que sonham em ter uma oportunidade, das famílias que investem nesses garotos. Graças a Deus nunca fui envolvido em nenhum tipo problema ou situação como essa”, disse o diretor de Futebol, George Ramos.

Mais de 10 atletas de várias partes do país receberam a ligação. Felizmente nenhum deles fizeram algum depósito. As medidas legais já foram tomadas.

“Tomem cuidado! Qualquer informação sobre o Clube, procure as redes sociais oficiais da ADJ ou a Assessoria de Comunicação. Ao receber qualquer tipo de contato nos acione imediatamente. Ficamos tristes e lamentamos esse tipo de situação”, ressaltou George Ramos.

Jequié-BA, 10 de outubro de 2020

NOTA OFICIAL

Nesta semana, veio ao nosso conhecimento que um estelionatário estava se passando pelo diretor de Futebol, George Ramos e enviando mensagens via WhatsApp para atletas que buscam uma oportunidade no futebol, mediante pagamento de uma taxa.

Esse impostor prometia uma vaga na equipe para disputa do Campeonato Baiano série B. A direção da Associação Desportiva Jequié (ADJ) comunica a todos que medidas legais já foram tomadas e que não pactua com tais atos.

George Ramos é uma pessoa de ética ilibada. Não há nada que possa desabonar seu nome, e não permitiremos que esse episódio manche a sua imagem e a do Clube.

A Associação Desportiva Jequié (ADJ) está à disposição das autoridades para que este estelionatário responda judicialmente por seus atos.

Atenciosamente,

Leur Lomanto Junior
Presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *