Paulo Sales espera repetir o feito de 2017 e colocar o Jequié na elite do futebol baiano

Paulo Sales será o comandante da Associação Desportiva Jequié, no campeonato baiano de 2020, que inicia em 25 de outubro. A comissão técnica será formada por Paulo Sales treinador maior vencedor da série B, João Freire auxiliar, diretor de futebol George Ramos com passagem no Fluminense de Feira; Wanderson, preparador físico: Trabalhou no Vitória da Conquista, Noroeste do ES – Jacobina; Ivair, Preparador de Goleiro, Bahia de Feira, Ipatinga, 2 anos na Coréia, Atlético de Alagoinhas, Fluminense de Feira e Vaval, Supervisor, Jacuipense, Bahia de Feira, Atlético de Alagoinhas, Fluminense e Jacobina

A dupla Sales e João repete a dose de 2017 e espera colocar novamente o ADJ na primeira divisão.

Salles atuou pelo Bahia, Londrina/PR, Bangu/RJ, Paysandu/PA, Santa Cruz/PE, Figueirense/SC e São Caetano/SP. Na equipe do Bahia conquistou vários títulos na década dos anos 80 e o título de maior expressão foi o Campeonato Brasileiro de 1988, além de ter conquistado o tetracampeonato estadual.

Como técnico de futebol profissional Salles treinou times como Jequié, Coco Colo, Poções, Juazeiro, Itabuna, Feirense, Juazeirense, Madre de Deus, Hercílio Luz/SC, Fluminense de Feira e Jacobina. Conhecido como “Rei do Acesso”, Paulo Salles conhece muito bem a Série B do Baiano e nesta competição chegou a seis finais, conquistando três títulos, sendo campeão com o Madre de Deus (2008), Juazeirense (2011) e Jequié (2017). Nas outras duas finais, ele foi vice-campeão da competição comandando o Jacobina (2014), Fluminense de Feira (2015) e PFC Cajazeiras (2018). Além de conseguir vários acessos à elite do futebol baiano, em 2016, Salles também colocou o Hercílio Luz na primeira divisão do Campeonato Catarinense.

Após 20 anos, sob comando do técnico Paulo Sales (eterno craque do Bahia), em 2017, o Jequié goleou o PFC-Cajazeiras pelo placar de 3 a 1, no Estádio Waldomiro Borges. Dois anos após retornar a divisão de elite do futebol baiano, o Jequié está de voltou para Série B. no ano passado após uma partida vexatória contra o Bahia, na última rodada da primeira fase do Campeonato Baiano, na tarde deste domingo (17), a ADJ perdeu por 5 a 0 e ficou com apenas sete pontos na tabela.

Este ano em virtude da pandemia, o Jipão não vai contar com sua fervorosa torcida e aposta numa mescla de jogadores experientes e juventude. Segundo o presidente do clube, Leur Lomanto Junior, 13 atletas estão acertados com a agremiação faltando apenas assinatura de contrato. O diretor de futebol George Ramos vem contatando com outros jogadores para formação do elenco. O time deve se apresentar no final do mês de setembro. A ADJ estreia em casa contra o Colo Colo de Ilhéus.

Blog Marcos Cangussu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *